Ouça o nosso Podcast DuBaú #2

Dubaú

Séries antigas que fizeram parte da vida de muitos jovens… Hoje nem tão jovens kkkk.

http://du-bau.podomatic.com/entry/2015-05-03T14_27_37-07_00

Deixe sua reclamação, sugestão ou opinião e mande um email para du-bau@hotmail.com

Anúncios

A Pirâmide (The Pyramid) Direção: Grégory Levasseur. EUA-2014. Com: Ashley Hinshaw, Denis O’Hare (I), Faycal Attougui, James Buckley, Joseph Beddelem.

piramide_1

Desde quando fora lançado em 1999 impulsionado por uma campanha de marketing genial, o filme ‘Bruxa de Blair’ emplacou um quase novo filão de baixo custo em Hollywood que prometia altos retornos e sustos baratos. A lista de filmes assim seguiu por uma variedades de filmes deliberadamente semiamadores de baixa qualidade mas que impressionava pelo realismo que impunha as cenas violentas. Talvez no ritmo da moda dos reality shows foram poucos os filmes que porém demonstraram qualidades dignas, como ‘Cloverfield’. Mas o filme “A Pirâmide” tenta seguir o mesmo caminho da série ‘Atividade Paranormal’ mesclando clichês do gênero terror com cenas realistas filmadas a mão. Porém, com os recursos modernos adições digitais e outros efeitos são adicionados em sets de gravação perfeitos que dão realismo ao suposto interior da pirâmide recém descoberta.

Assim ao agregar conceitos mitológicos do Egito antigo como justificativas para as descobertas e situações são um pulo para envolver os personagens que são, como em todo filme tipo, reduzidos a condição de sobrevivência, nestes casos para conseguirem fugir do arcabouço que é a pirâmide de Anúbis. Uma espécie de prisão de sacrifícios humanos.

O filme segue assim a mesma formula batida dos scripts do gênero com um final patético ainda que tenha alguns bons momentos com sequências que carregam o clima de suspense e o Anúbis que ao ser mostrado em maiores detalhes soa enfadonho e falso.

O filme longe de demonstrar-se moralmente correto busca justificativas de tensão na criação de um clima político forçado que induz os aventureiros, arqueólogos, a adentrarem o recinto antes que os militares os expulsem do sítio arqueológico onde escavaram a pirâmide. Apesar de contar com uma atuação segura dos atores envolvidos isso não é o bastante para manter uma trama frágil de argumentos que levem apenas a sucessão de cenas clichês de violência e sustos.

Todavia em alguns momentos cumpre a promessa de entreter ao mostrar os complexos corredores e labirintos criados pelo engenhoso set de gravação que conduz os personagens ao purgatório da perseguição do Anúbis, um deus egípcio da morte metade chacal metade homem. Até vale a conferida, todavia longe de se tornar um clássico ou cult do gênero. Não chega, tão pouco, ser um filme de supra malignidade, todavia longe de ser inocente.

485946_302904029812713_1485857902_n

Gerson Machado de Avillez

O Bem?

Foto que viralizou foi tirada pelo fotógrafo turco Osman Sağırlı em 2014 (Foto Osman Sağırlı)

Em que mundo vivemos? Sei que você, como eu, muitas vezes se pega fazendo essa pergunta… Estamos em um mundo utópico e cheio de discrepâncias sociais. Um mundo doido que derruba as estruturas familiares e contradiz as bases. Vivemos em um tempo sem princípios, onde há destaque sensacionalista para o errado e ruim. Como justificar que um acidente de carro, onde imagens das vítimas mutiladas, são divulgadas de forma viral?

O meu desafio é para que você seja um agente propagador para as coisas boas e uma bela represa, intransponível, para as coisas ruins.

O chamado é para que façamos a diferença, seja o BEM atuando…

Observe o olhar na criança abaixo, quando ela confundiu a câmera com uma arma… Impactante.

a imagem recebeu mais de 1,8 milhão de visualizações

Foto que viralizou foi tirada pelo fotógrafo turco Osman Sağırlı em 2014 (Foto Osman Sağırlı)…

A imagem recebeu mais de 1,8 milhão de visualizações.